Henrique Cruz (Giraia)

HenriqueCruz

Nome: Henrique Cruz (Giraia)
Cidade/Estado: Curitiba/Paraná
Bio: Formado em Jogos Digitais, com especialização em sommelier de Cervejas pelo curso Mestrecervejeiro+Positivo em 2013, atuando desde então na área de cervejas especiais. Cursando MBA em Gestão Empresarial (FAE Curitiba) e uma Pós Graduação em Tecnologia e Gestão da Cerveja (Universidade Positivo Curitiba). Atualmente trabalho com cervejas especiais no Clube do Malte; também sou palestrante na área, abordando tópicos de produção caseira, harmonização e degustação, e idealizador do projeto Terça dos Artesanais e membro da AcervaPR.
Atuação na cerveja: Cervejeiro(a) caseiro(a), Blog & mídias cervejeiras/Escritor(a) cervejeiro(a)/Jornalista, Sommelier/Sommelière, Degustador(a), Juiz/Juíza BJCP
Site/blog: Umacervejapordia.com.br
Facebook: www.facebook.com/giraiacruz
Twitter: Não informou.
Instagram: instagram.com/umacervejapordia
Untappd: Não informou.

***

1) Melhor Ale produzida no Brasil
Jokers Belgian Blond Ale. Existem muitas cervejas ótimas sendo produzidas no Brasil, mas uma das melhores surpresas que tive foi com a Blond Ale da Cervejaria Jokers. Uma cervejaria cigana que terceiriza sua produção na Bastards Brewery (Curitiba) – não é o único rótulo da Jokers, mas com certeza foi uma surpresa boa. Mais encorpada se comparada às outras Belgian Blond Ales que já tinha tomado, extremamente saborosa, refrescante, com aroma suave, uma ótima cerveja que pode agradar ao paladar de todos.

Onde você a provou?
Evento/festival cervejeiro, Bar/restaurante/loja, Cervejaria/brewpub, Em casa

1a) Melhor IPA produzida no Brasil (American, English, Session, Imperial, Black, Belgian etc)
Ignorus`s Mutum Cavalo. Durante muito tempo minha cerveja favorita, bastante lupulada, aromática, com um perfil de malte interessante, sem muito caramelo (o que, para o meu gosto, é ótimo), com custo benefício bom. Feita em Curitiba, tenho facilidade de tomá-la fresca na maioria das vezes.

1b) Melhor Stout produzida no Brasil (Sweet, Dry, Export, Imperial etc)
Evil Twin MetroMan. A cerveja cremosa, alcoólica, oferece tudo o que uma boa Stout deveria! Sempre que possível vira a última da noite; tem retrogosto persistente que permanece até chegar em casa.

2) Melhor Lager produzida no Brasil
Swamp Pilz my Balls. Uma Lager na medida, refrescante e lupulada, extremamente aromática e saborosa, sem adstringência ou lúpulo excessivo. Também feita em Curitiba, os eventos na fábrica da Swamp tornam ainda mais divertida a degustação.

Onde você a provou?
Evento/festival cervejeiro, Cervejaria/brewpub

2a) Melhor Bock/Doppelbock produzida no Brasil
Não votou. Não me recordo de ter tomado nenhuma cerveja boa nesse estilo produzida aqui no Brasil no último ano.

3) Melhor Sour ou Wild Ale produzida no Brasil (cervejas ácidas)
Morada CDB. Que nome hem? A Morada Cú de Burro me levou aos primeiros botecos, onde se jogava sal e limão nas cervejas para ficarem melhores, daí o nome, porradinha ou cú de burro. Salgada, seca, ácida, proporcionando uma degustação única e especial, principalmente se falarmos das possíveis harmonizações com essa cerveja.

4) Melhor Barrel ou Wood Aged Beer produzida no Brasil (cervejas maturadas em madeira)
Way Imperial Mangue Stout. Uma série especial da Cervejaria Way, maturada em diferentes barricas; tomei logo no lançamento na garrafa, cremosa, saborosa sem adstringência, muito boa!

5) Melhor Ale estrangeira à venda no Brasil
Dieu du Ciel Aphrodisiaque. Stout aromática, com notas fortes de chocolate, malte e uma leve baunilha, que remetem ao similar de cervejas maturadas em Bourbon. Limpa no paladar e fácil de beber, excelente opção para acompanhar uma sobremesa ou um pedaço de bolo.

6) Melhor Lager estrangeira à venda no Brasil
Schneider Weisse Aventinus Eisbock. Uma das cervejarias mais respeitadas e conhecidas do mundo, a Schneider produz uma Lager de trigo (duas coisas que os cervejeiros não gostam) extremamente complexa. Se tornou um dos meus estilos favoritos para tomar em uma noite mais fria e solitária, uma cerveja que aquece e evolui com o tempo, sendo o par perfeito para uma boa música, um jazz ou um blues fazem tanto a degustação quanto a música fluir melhor.

7) Melhor Sour ou Wild Ale estrangeira à venda no Brasil (cervejas ácidas)
Boon Geuze Mariage Parfait. Ainda acho uma das melhores Sours que já tomei, balanceada, ácida, pertencendo a uma importante cervejaria produtora de cervejas ácidas, que consegue mesclar cervejas de diferentes idades e maturação para buscar a suavidade e os sabores que só ela oferece.

8) Melhor Barrel ou Wood Aged Beer estrangeira à venda no Brasil (cervejas maturadas em madeira)
BrewDog Tokyo. Uma imperial Stout, com cranberries e maturada em barril de carvalho francês; uma quantidade gigantesca de malte especial a faz chegar ao seu 18.2% ABV de uma forma cremosa, aveludada, aromática, quente, licorosa, que maravilha! Uma das melhores opções que já tomei e uma das degustações mais longas também, afinal uma cerveja com 18,2% ABV não é para se degustar em 10 minutos.

9) Melhor cerveja caseira
A minha! Porque ela me proporciona os melhores momentos possíveis com minha família e amigos. Produzo cerveja desde dezembro de 2014; durante este período consegui “beer evangelizar” muitos amigos e conhecidos graças às minhas produções. Também consegui passar mais tempo com meu pai, que sempre está presente nas longas brassagens que fazemos, ajudando a carregar as bombonas de 70L de um lado para o outro. A cerveja tem um papel social muito importante, e por isso acredito que a melhor cerveja caseira seja a que promove a amizade e boas risadas entre as pessoas.

10) Há algum estilo de cerveja que careça de mais oferta de rótulos no Brasil? Qual?
Sour. Acredito que, seguindo a tendência do mercado americano, o Brasil está se lançando nas cervejas ácidas, porém existe muita inconsistência. Os bebedores estão mal informados sobre a diferença entre os estilos e acham que é tudo a mesma coisa só porque é azeda. Falta também as cervejarias criarem realmente Sours interessantes, saborosas, com ingredientes ousados e regionais.

10a) Em 2015, você consumiu mais cervejas…
Importadas

10b) Da mesma forma, em 2015 você tomou mais…
Chope/growler

11) Melhor bar cervejeiro ou brewpub ou taproom nacional
MasmorrA Brew Pub. As linhas sempre estão limpas, proporcionam uma degustação excelente das cervejas, sempre refrigeradas para garantir a qualidade. Existe também uma variedade considerável de cervejas em garrafa, o que ajuda muito na hora de escolher o que beber.

11a) Melhor restaurante brasileiro com oferta de cervejas
Não sei. Faz tempo que não frequento restaurantes, tenho ido muito a brewpubs.

11b) Qual o local brasileiro em que você tomou chope na melhor condição de qualidade?
Tiwanaku. Servido em taças, o proprietário Eduardo se preocupa até em fazer o corte do colarinho com uma espátula para que não fique escorrendo no copo.

12) Melhor mídia cervejeira (blog, site, podcast, videocast, canal de Youtube, programa de rádio, programa de TV etc)
Brejas. Variedade e conteúdo.

12a) Melhor site de cervejaria nacional
DUM. Gosto do visual e da distribuição (venda) feita no site, ajuda o cliente a encontrar e ter acesso ao produto.

12b) Melhor comunicação visual de cervejaria nacional
Rótulo Gobe Elegant Cítrus. Acho um dos rótulos mais divertidos e chamativos já criados, sempre que fico apreciando me lembro do John Lennon/Woodstock.

13) Melhor sommelier/sommelière de cerveja brasileiro(a)
Não sei. Não tenho contato com sommelier que atua na área para dar referência.

14) Melhor evento cervejeiro nacional
Festival Brasileiro em Blumenau. Bastante organizado, oferecendo produtos com preço acessível, um evento “família”, principalmente na quarta e quinta-feira, que são os dias menos movimentados; é fácil transitar, ir ao banheiro, encontrar lugar para sentar e comer junto com o melhor de tudo, tomar as cervejas campeãs e lançamentos em primeira mão.

15) Melhor fato cervejeiro do ano
A compra de cervejarias menores pelas grandes companhias. Isso vai tornar o mercado mais sólido, com profissionais mais competentes, e fazer com que as fábricas que estavam “estacionadas” evoluam ou percam mercado. Também há a questão de acesso à informação; como as grandes têm uma cadeia de distribuição muito ampla, muita gente que nem tinha ideia que existia cerveja além das “macro” vai ter acesso às cervejas.

16) Pior fato cervejeiro do ano
O aumento cumulativo dos preços em função da tributação + dólar + frete + crise.
Acredito que a somatória destes e outros fatos segurou a evolução e crescimento do mercado. Com o dinheiro mais escasso, as pessoas saem menos, bebem menos, logo conhecem menos os produtos e, por fim, o mercado reduz sua velocidade de “evolução”.

17) Previsão cervejeira para 2016
Mais um ano em que a cerveja artesanal terá um destaque, muitos fatos curiosos devem acontecer, alguns bons e outros ruins. Vamos ver a compra de mais cervejarias pelas grandes, acompanhar a votação da inclusão das micro cervejarias no Simples nacional.

18) O que você entende por escola cervejeira?
Algo que seja uma tradição, que seja conhecido nacionalmente e internacionalmente pelo mesmo fato.

18a) Na sua opinião, o Brasil conseguirá ter uma escola cervejeira própria um dia?
Não. O Brasil é um País muito grande, temos diversas culturas dentro do mesmo País, vários ingredientes regionais que podem ser utilizados nas cervejas, e isso dificulta muito a criação de uma “escola”. Também a falta de união dos cervejeiros faz com que a “força” das artesanais se perca em um País tão grande.

19) A situação econômica do Brasil fez com que você alterasse projetos e hábitos cervejeiros? De que forma?
Não, existe sim um aumento geral de preços e gastos com luz, água, combustível etc, mas meu hábito (tomar boas cervejas) continua o mesmo, apenas diminuí a frequência com que vou a pubs para jantar/beber.

20) O que você acha de negociações (aquisição, fusão etc) entre grandes grupos cervejeiros e micro cervejarias?
Acho ótimo! Como comentei anteriormente, isso vai trazer novas tecnologias, junto com fábricas de equipamentos e insumos nacionais. A evolução do setor depende disso, demanda por profissionais bem qualificados que serão remunerados à altura dos seus postos, forçando as micro a evoluírem, criarem, inovarem.

21) Você ou sua empresa tem/têm alguma relação profissional/comercial com alguma das marcas e empresas citadas nos votos? Em caso afirmativo, favor especificar quais:
Sim. O Clube do Malte (empresa em que trabalho) é um dos maiores portais de venda de cerveja pela internet, isso faz com que tenha uma relação comercial com praticamente todas as cervejarias e distribuidores nacionais/internacionais. Eu, como profissional, não tenho nenhuma relação que possa favorecer e atrapalhar meu julgamento na pesquisa.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s