Claudio Oliveira

ClaudioMarcello

Nome: Claudio Oliveira
Cidade/Estado: São Paulo/São Paulo
Bio: Sommelier de cervejas e mestre em estilos, sócio fundador na empresa de eventos e viagens cervejeiras Cervejolândia. Consultor de bares, importadores e distribuidores de cerveja. Palestrante e professor Autônomo. Colunista do Blog SOSB!ER.
Atuação na cerveja: Dono(a) de bar/loja/restaurante/empreendimento cervejeiro, Blog & mídias cervejeiras/Escritor(a) cervejeiro(a)/Jornalista, Sommelier/Sommelière
Site/blog: Não informou.
Facebook: https://wwww.facebook.com/claumaroli
Twitter: Não informou.
Instagram: instagram.com/cervejolandia
Untappd: Não informou.

***

1) Melhor Ale produzida no Brasil
Morada Abera Base. Recentemente me apaixonei pela Abera (Base) da Morada Cia Etílica.
Potente e equilibrada. Acidez apoiada por uma excelente “cama” de maltes.

Onde você a provou?
Evento/festival cervejeiro, Bar/restaurante/loja, Cervejaria/brewpub, Em casa

1a) Melhor IPA produzida no Brasil (American, English, Session, Imperial, Black, Belgian etc)
Camale Shock IPA. Esta foi uma pergunta muito difícil de ser respondida. Hoje o mercado brasileiro conta com excelentes opções de IPAs, porém um rótulo chamou muito minha atenção. Foi a Shock IPA da Camale. Lúpulos bem evidentes tanto no sabor como no aroma, mas apresentados de forma muito equilibrada, sem causar as comuns sensações de exagero de amargor. Acerto brilhante nos maltes empregados.

1b) Melhor Stout produzida no Brasil (Sweet, Dry, Export, Imperial etc)
Dogma Orfeu Negro Russian Imperial Stout. Fiquei muito dividido entre duas opções, ambas paulistanas. Porém, por uma questão “milimétrica” de decisão, fico com a Orfeu Negro da Dogma. Potente, com todas as notas de degustação necessárias presentes e bem inseridas. Um belo conjunto da obra.

2) Melhor Lager produzida no Brasil
Bamberg Rauchbier. Sempre excelente.

Onde você a provou?
Evento/festival cervejeiro, Bar/restaurante/loja, Cervejaria/brewpub, Em casa

2a) Melhor Bock/Doppelbock produzida no Brasil
Votus Doppelbock. Estilo raro no mercado artesanal brasileiro, a Votus se saiu muito bem ao reproduzi-lo. Uma delícia de cerveja.

3) Melhor Sour ou Wild Ale produzida no Brasil (cervejas ácidas)
Abera (Base) da Morada Cia Etílica. Cerveja fora dos padrões. Irretocável ao meu paladar.

4) Melhor Barrel ou Wood Aged Beer produzida no Brasil (cervejas maturadas em madeira)
Atomga Cherry – Bodebrown. Falando em Wood/Barrel Aged brasileira, a Bodebrown sem dúvida é O nome. Muito difícil escolher a sua melhor, pois em 2015, no Mondial de La Bière Rio, eles se superaram. Uma melhor do que a outra. Mas como a missão é escolher apenas uma, fico com a Atomga Cherry… Maravilhosa !!

5) Melhor Ale estrangeira à venda no Brasil
Orval. Enquanto venderem Orval, acho que será sempre ela (rsrs).

6) Melhor Lager estrangeira à venda no Brasil
Aecht Schlenkerla Rauchbier Märzen. Escolha difícil, mas meu coração ainda bate forte por ela.

7) Melhor Sour ou Wild Ale estrangeira à venda no Brasil (cervejas ácidas)
Oude Geuze – 3 Fonteinen. A oferta de Sours aumentou bem no Brasil nos últimos anos, porém esta 3 Fonteinen é irretocável.

8) Melhor Barrel ou Wood Aged Beer estrangeira à venda no Brasil (cervejas maturadas em madeira)
Bourbon Barrel Quad, da linha Smokestack da Boulevard Brewing CO. Degustei um exemplar da jovem safra de 2014 e já foi excelente. Imagina ela daqui uns 2 ou 3 anos !!

9) Melhor cerveja caseira
As “Birra di Mooca” do Maurício Monte Cruz. Cervejas totalmente livres de defeitos sensoriais comuns quando se fala de panela. Completamente prontas para ganhar escalas nas micro indústrias e fazer sucesso por aí…

10) Há algum estilo de cerveja que careça de mais oferta de rótulos no Brasil? Qual?
Gose. Se considerarmos tanto cervejas nacionais como importadas, estamos relativamente bem servidos em termos de estilos, porém boas Gose ainda me fazem falta.

10a) Em 2015, você consumiu mais cervejas…
Nacionais

10b) Da mesma forma, em 2015 você tomou mais…
Cervejas em garrafa

11) Melhor bar cervejeiro ou brewpub ou taproom nacional
Empório Alto dos Pinheiros. Além da maior variedade de rótulos disponíveis num só lugar, o EAP é a porta de entrada dos lançamentos cervejeiros, tanto nacionais como importados. Lá é possível de se encontrar raridades também. Atmosfera cervejeira sem igual.

11a) Melhor restaurante brasileiro com oferta de cervejas
ICI Brasserie. Infelizmente ainda não posso comemorar por ter respondido essa pergunta de bate e pronto. Apesar de a cerveja já estar permeando os restaurantes pelo Brasil afora, é difícil encontrar algum com mais de meia dúzia de opções. Destaco, então, o ICI Brasserie, que além de possuir uma boa oferta de cervejas artesanais, ainda conta com a exclusividade de algumas boas cervejas servidas on tap.

11b) Qual o local brasileiro em que você tomou chope na melhor condição de qualidade?
Cervejaria Nacional. A Cervejaria Nacional, até por ser um brewpub, o chope sempre se encontra em condições perfeitas de qualidade. Adicionalmente, destaco o SP Tap House e a Choperia Paulista, locais novíssimos onde o chope é devidamente respeitado.

12) Melhor mídia cervejeira (blog, site, podcast, videocast, canal de Youtube, programa de rádio, programa de TV etc)
Cervejantes – Globosat+. O programa de TV do canal Globosat+, o Cervejantes, leva meu voto. Ele conseguiu estreitar a lacuna entre o leigo curioso e a produção de cerveja caseira, contribuindo em larga escala para a propagação dos conceitos de produção e avaliação de cervejas artesanais. Menciono também o Brejada, pelo belo portal cervejeiro.

12a) Melhor site de cervejaria nacional
Bodebrown. Apesar de ser um pouco “pesado” para carregar, é bem completo e com visual muito agradável.

12b) Melhor comunicação visual de cervejaria nacional
Dogma. Excelente reprogramação visual, desde os rótulos das cervejas, aos copos, camisetas, bonés etc. Show de bola !

13) Melhor sommelier/sommelière de cerveja brasileiro(a)
Rodrigo Sawamura. Esse ano sem dúvida foi o ano do meu amigo Rodrigo Sawamura, hoje 4º melhor sommelier de cervejas do Mundo, segundo o campeonato mundial realizado em 2015 em São Paulo. Tive o privilégio de tê-lo em meu grupo de trabalho no curso Mestre em Estilos e o cara é realmente fera !!

14) Melhor evento cervejeiro nacional
Festival Brasileiro de Cervejas – Blumenau. Apesar do Mondial de La Bière Rio ter dado um enorme salto este ano, o Festival Brasileiro de Cervejas de Blumenau ainda é “hors concours”.

15) Melhor fato cervejeiro do ano
Cervejarias ciganas cada vez mais conquistando espaço no mercado, trazendo rótulos interessantíssimos.

16) Pior fato cervejeiro do ano
Todos vinculados às “brilhantes” iniciativas dos governos federais e estaduais, que por completa incompetência, corrupção e ganância, prejudicaram em muito o mercado cervejeiro.

17) Previsão cervejeira para 2016
Ano em que todos terão que se reinventar para driblar as dificuldades financeiras. Ano que deverá trazer uma estagnação no que tange aos investimentos, mas que por outro lado será recheado da boa e velha criatividade brasileira. O que, por consequência, poderá trazer algum benefício. Assim espero…

18) O que você entende por escola cervejeira?
Tentarei consolidar ao máximo: região que possua recursos próprios e diferenciados. Que possua conhecimento tecnológico exclusivo e que somando tudo isso, consiga criar estilos de cervejas únicos e aceitos pelo mercado.

18a) Na sua opinião, o Brasil conseguirá ter uma escola cervejeira própria um dia?
Não sei. Pelo menos a curto/médio prazo a resposta é não. Produzir temperando cervejas de estilos definidos com ingredientes locais, para mim, não é o único caminho.  Precisamos ainda evoluir muito na produção de insumos cervejeiros e em tecnologia própria e alternativa de produção. É sabido que não possuímos “terroir” adequado para produção de bons lúpulos e. levando apenas isso em consideração, já temos um grande entrave.

19) A situação econômica do Brasil fez com que você alterasse projetos e hábitos cervejeiros? De que forma?
Sim, alterou consideravelmente tanto meus hábitos de consumos, quanto em meus projetos profissionais. Apesar de ser um aficionado por novidades, já não consigo mais acompanhá-las como antes fazia. Comecei a consumir mais cervejas nacionais, em embalagens pequenas ou em chope. Quanto aos meus projetos profissionais, enfrento hoje uma enorme dificuldade de captar clientes. Muito devido à alta do dólar.

20) O que você acha de negociações (aquisição, fusão etc) entre grandes grupos cervejeiros e micro cervejarias?
Sendo bem sincero, nós simples mortais, não temos que achar muita coisa. Vivemos em um mundo capitalista e isso já responde tudo. Por que em nosso micro “mundo” cervejeiro isso seria diferente? Assim sendo, esse processo é inevitável. Só resta nos preparar melhor para todos os cenários possíveis. Pessoalmente, ainda não sou simpatizante à esta prática, mas…

21) Você ou sua empresa tem/têm alguma relação profissional/comercial com alguma das marcas e empresas citadas nos votos? Em caso afirmativo, favor especificar quais:
Não.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s